quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Os Outros Exílios, Além de Capella...

 

Anã branca em Alcyone

“Gostaria de sabe ou leu algo a respeito do período pós transição sobre a governadoria da terra e sobre quem será o tutor dos espíritos exilados no planeta primitivo. Te faço a pergunta, pois já li algo a respeito e alguém me perguntou algo sobre isso e fiquei sem respostas, mas falei a pessoa que nada se pode acreditar sem pesquisar e mesmo assim nunca temo todas as informações. Li sobre as plêiades em seu blog que colocaste a tempo atrás que tem fundamento, mas existem canalizações divulgadas na internet (observei com olhos críticos e estou ainda pesquisando) de seres pleidianos que falam em novo governo da terra por Francisco de Assis e que o mesmo e um ser pleidiano. Colocam que Jesus ira auxiliar os exilados ate eles voltarem.... Gostaria de saber algo a respeito para poder esclarecer. Sei que realmente foge de nossa moral espírita acreditar em algo assim, por isso preciso de mais informação. Muito Obrigado.” (Fábio)

Olá Fábio, essa é uma questão muito interessante, pois muito se ouve entre canalizadores esotéricos canalizações de “pleidianos”, “arcturianos” e outras coisas do gênero que soam estranho as pessoas que estão acostumadas ao estudo espírita.


Excluindo-se dessas canalizações bobagens do tipo “todos os pleidianos são brancos, altos e de olhos azuis” e outras informações que são trazidas por magos negros matreiros tentando inspirar as mesmas idéias que inspiraram na época do nazismo durante a segunda guerra, excluindo-se essas falsas canalizações, que sempre mostram “mestres” loiríssimos ou de porte ariano, podemos após passar esse filtro, perceber algumas informações interessantes sobre espíritos que vivem em outros orbes e estrelas do Universo e que atualmente ajudam a Terra.

Independente do nome que se dê (comando Ashtar, frota estelar) esses espíritos amigos vindos de outras paragens do Universo tentam divulgar novos conhecimentos sobre questões envolvendo a transição planetária e exílios anteriores que a humanidade terrestre enfrentou mas encontram imensas dificuldades com os médiuns disponíveis para trabalhar.

O mais bem sucedido nessa empreitada sem dúvida foi Ramatís, que trouxe informações valiosas sobre esse tema através do médium Norberto Peixoto mas mesmo assim encontrou algumas barreiras, sobretudo em questões relativas a conhecimentos astronômicos.

No meio espírita em geral a grande maioria dos médiuns acaba truncando qualquer informação mais aprofundada sobre esse tema e aqueles que abrem alguma brecha não tem, em grande maioria, a bagagem de conhecimentos astronômicos que necessitaria para conseguir passar essas informações com maior profundidade.

Já no meio esotérico o problema é outro: falta para a grande maioria dos canalizadores uma sólida formação mediúnica, ou seja, um curso de formação mediúnica amplo (não esses vendidos em sessões de final de semana, mas sim os gratuitos, feitos em centros, e que duram por vezes mais de 4 anos ininterruptos)  e justamente por essa falta na formação mediúnica muitos acabam dando mais asas a imaginação (leia-se animismo) e fascinação (leia-se dar espaço no campo mental pra asseclas de magos negros matreiros brincarem) criando também dificuldades para que os bons espíritos se aproximem e consigam passar informações de relevância.

Essa explicação se fez necessária para o que eu terei de explicar agora: quando alguém fala em “pleidianos” naturalmente muitos pensam que lá nas plêiades só tem “gente boa” como os “índigos” e outros chavões que foram massificados no meio espiritualista e até certo ponto no espiritismo.

Antes de mais nada, as pleiades são compostas por 7 estrelas, é um dos 2 aglomerados estelares mais importantes da constelação de Touro, o outro é o aglomerado das Híades, com 140 estrelas, entre elas Aldebaran (estrela mais brilhante da constelação de Touro e uma das que compõe o Hexágono de Inverno).

Dentre as 7 estrelas das Plêiades, temos Eta Tauri (Alcyone) como a mais brilhante, mas na verdade Alcyone não é uma única estrela, mas sim um sistema quádruplo de estrelas, tendo nesse sistema Alcyone A como a mais brilhante (uma gigante azul  1400 vezes mais brilhante que o Sol), duas anãs brancas (Alcyone B e C) que distam entre si, aproximadamente, a distância do Sol a Júpiter e distam de Alcyone A algo em torno de 3.500 vezes essa distância. Já Alcyone D está a aproximadamente 350 vezes a distância do Sol a Júpiter distante de Alcyone C. Temos, só na estrela Alcyone ou Eta Tauri, em verdade, 2 estrelas e duas anãs brancas.

Alcyone A, a gigante azul muito mais brilhante que o Sol, é lar de espíritos de grande evolução, uma evolução muitíssimo maior do que, por exemplo, os espíritos que vivem em Júpiter e Saturno. São espíritos livres de vaidades, grandes em conhecimento e amor, são almas que não tem a menor condição de encarnar na Terra pela tamanha potência energética que existe em seus espíritos.

Os chamados índigos são na verdade espíritos vindos exilados de Alcyone D e que tem a oportunidade de cultivar nobres valores morais no campo de batalhas de um mundo de expiação e provas como a Terra, são espíritos com amplo conhecimento da espiritualidade e com raciocínio privilegiado, mas com imensas dificuldades em aceitar normas, hierarquia e que encarnaram aqui na Terra pra desenvolver a humildade, estão longe de serem as almas eleitas que muitos textos espiritualistas e até mesmo espíritas andam alardeando por aí. São espíritos que terão de lutar muito para que possam permanecer na Nova Terra ou até mesmo retornar a Alcyone D, caso contrário serão novamente exilados pra mundos semelhantes ao que a Terra é hoje, já que possuem bagagem intelectual e moral relativamente superior a maioria dos futuros exilados (oriundos de Capella e outros orbes e estrelas) após a transição planetária.

Já as chamadas “crianças cristal” são também vindas de Alcyone, só que de Alcyone B e C, das anãs brancas que compõe Eta Tauri, são raríssimas no planeta Terra, se destacam pela grande inteligência desde tenra idade e pela preocupação com causas sociais, existem alguns exemplos conhecidos pelo mundo, acredito que menos de mil de espíritos desse nível tenham encarnado até agora na Terra, são verdadeiramente missionários e não exilados.

Sirius

Da mesma forma devemos analisar Capella  (Alpha Aurigae), a estrela mais brilhante da constelação de Auriga, uma gigante amarela um pouco maior que o Sol, mas que assim como Alcyone é na verdade um sistema quádruplo de estrelas , sendo duas delas amarelas e entorno de 80 vezes mais brilhantes que o Sol e outras duas anãs vermelhas (isso sem falar em outras 5 estrelas aprisionadas pela gravidade das duas gigantes amarelas).

Foi de uma dessas duas anãs vermelhas que vieram os chamados “exilados de Capella”, que viviam num plano ou dimensão semelhante ao que é o nosso astral inferior ou astral mais denso, pois em Capella não existem planetas nem a menor chance de existência de vida na dimensão física visto que as formações estelares de Capella em virtude do seu comportamento orbital inviabilizam a presença de planetas. Vale ressaltar que as anãs vermelhas de Capella possuem tamanho semelhante ao da Terra.

De outras constelações, não apenas de Auriga onde está Capela, vieram exilados para a Terra em épocas diferentes, muitos inclusive em épocas anteriores a Capela. Num dos posts do blog eu falei sobre Capela e Sirius em representações dos sumérios e egípcios: AQUI

Nesse post eu falo do hexágono de inverno, composto pelas constelações de Órion ( estrelas Riguel e Betelgeuse), Taurus ( estrela Aldebaran), Augira (estrela Capella), Gemini (estrela Pollux), Canis Major (estrela Sírius) e Canis Minor (Procyon). De cada uma dessas constelações, vieram espíritos exilados.

Em outro post, que eu falo sobre os ciclos planetários, eu conto quando a Esfinge e as pirâmides egípcias foram construídas. Esse post está AQUI

Antes do exílio de Capella ocorrido a aproximadamente 12 mil anos, vieram os exilados da constelação de Órion, a aproximadamente 80 mil anos, mais precisamente das “três marias” (mintaka, alnilan e alnitaka) conhecidas também como cinturão de órion.

Aqui é outro caso interessante, pois no meio esotérico e espiritualista muita gente também acha que no cinturão de Órion só tem "gente boa" também e não é o caso.

Mintaka (delta orionis) é na verdade constituído por 3 estrelas, sendo que uma delas, uma estrela de classe O e baixíssima magnitude foi de onde vieram alguns dos exilados de Órion, a galera mais “barra pesada” por assim dizer e que causaram o penúltimo afundamento da Atlântida

Alnilam (épsilon orionis) é uma supergigante azul branca e quarta estrela mais brilhante da constelação de Órion

Alnitak (zeta orionis)  é um sistema triplo assim como delta orionis, sendo constituída por um sistema duplo principal (zeta orionis  Aa que é uma super gigante azul  vinte vezes maior que o Sol e zeta orionis B) além de zeta orionis Ab.

Próximo desse sistema triplo existe a Nebulosa do Cavalo (Barnard 33) de onde também veio uma galera afim de confusão exilada pra Terra e que participou ativamente do afundamento da Atlântida há 80 mil anos atrás.

De Órion também vieram alguns instrutores pra Terra nessa época, pra ajudar no processo de construção da grande pirâmide egípcia e atlanteana pelos idos de 54 mil antes de cristo, alguns encarnados e outros na esfera astral, prioritariamente de Alnilam (que representa das três pirâmides a grande pirâmide de Gizé), Rigel, Betelgeuse, Belatrix e Thabit ( esta última de onde encarnaram muitos espíritos nessa época)

Seguindo essa linha de estudo não poderia deixar de falar de Sírius, a estrela mais brilhante da constelação do cão maior. Espiritualistas e esotéricos falam muito sobre ela: “constelação de Sirius” (não existe, é uma estrela que está na constelação do Cão Maior), “sol central da galáxia”( além de não estar no centro da galáxia é muito nova para ser o sol primordial da nossa galáxia que é a Via Látea, só a nível de comparação, Sirius tem pouco menos de 250 milhões de anos enquanto que o Sol tem mais de 4 bilhões de anos), excluindo-se essas besteiras que são ditas sobre Sírius, é importante dizer que realmente vieram muitos exilados da constelação do Cão Maior, encarnando desde 40 mil anos atrás nas bandas do Oriente (Índia, China, Oriente Médio) e alguns grupos de espíritos na Atlântida, que posteriormente tiveram papel importante (sobretudo os mais rebeldes) no conflito entre vermelho e brancos que culminou com o afundamento final da Atlântida a 12 mil anos.

Nenhum desses exilados, assim como os espíritos encarnados atualmente na Terra são de Sírius, mas sim de estrelas da constelação do Cão Maior banhadas pela luz azul de Sirius, da mesma forma que muitos mentores e instrutores vieram também de estrelas dessa constelação. 

Os exílios das constelações de Gemini e do Cão Menor foram posteriores ao exílio de Capela, contribuindo substancialmente para o aumento no número da população de espíritos no astral do planeta e posteriormente no plano físico. Inclusive na época dos faraós havia um grande número de exilados do Cão Menor e do Cão Maior, encarnados no Egito junto aos exilados de Capella, o que explica a grande importância que os egípcios davam a Sírius naquela época, da mesma forma que associavam essas duas constelações a eventos negativos (óbvio, afinal foram expulsos de lá)

Tudo isso mostra que desde tempos imemoriais a Terra é auxiliada por um número enorme de espíritos de outros orbes e constelações que tem grande interesse no processo evolutivo terrestre em virtude da trajetória que muitos de seus “filhos” exilados percorreram e alguns bilhões ainda percorrem aqui no planeta azul.

Quanto ao futuro governo da Terra é importante, antes de mais nada esclarecer uma lenda muito disseminada no meio esotérico e espiritualista. A lenda afirma que o mundo de origem de Jesus seria Sírius o suposto “Sol central” da Via Látea.

Buraco negro centro da galáxia

Segundo informações que tive acesso nos anos 90 quando ainda era adolescente e presenciava semanalmente as reuniões com o Dr.Fritz que aconteciam na minha casa todas as sexta feiras, quando ele incorporava no meu pai, o mundo de origem de Jesus se encontra no centro da Via Látea, ou seja, na constelação de Sagitário (e não na constelação do Cão Maior onde está Sírius) e não é um mundo físico pois existe apenas no astral, por estar onde é um imenso buraco negro supermassivo (na verdade o principal centro de força da nossa galáxia) conhecido pela ciência como Sagitarius A, composto de três elementos sobrepostos: uma supernova, uma espiral e uma compacta fonte de rádio.

Segundo o Dr.Fritz esse local é um sistema, composto por um único mundo e 24 luas de diferentes cores que orbitam esse mundo. Esse planeta é a moradia não apenas do atual governador da Terra (Jesus) como de todos os espíritos que exercem cargo semelhante nos demais planetas e estrelas da Via Látea e justamente por isso o centro da mais poderosa egrégora energética que sustenta a engrenagem da nossa galáxia (justamente por isso está em um buraco negro). Não foi coincidência que no nascimento de Jesus (o seu mapa astral está num dos posts do blog) o ponto mais alto do mapa (M.C) estava exatamente em Sagitário

O próximo governador da Terra não será apenas um espírito, serão dois. Um deles já é bem comentado, trata-se de Saint Germain, que foi o pai de Jesus (José) e também o maior responsável pela organização da Revolução Francesa, que possibilitou as bases para o enfraquecimento da Igreja Romana e o surgimento do Espiritismo. Saint Germain será o responsável pelo desenvolvimento no campo intelectual da humanidade na Era de Regeneração que virá após 2036.

O outro espírito que exercerá esse mesmo papel será Maria Madalena, a rabi e esposa de Jesus, a essênia que veio da escola de Fílon e escandalizou a sociedade hebréia da época de Jesus pelas suas roupas modernas e coloridas típicas dos gregos (e que para os mais puritanos da época eram roupas de uma cortesã), a mulher que retornou com Jesus após sua longa peregrinação, viu o batizado do Messias no Jordão feito pelo primo João Batista, tornou-se esposa do Rabi nas bodas de Caná dias depois do batismo e depois tornou-se Rabi tendo Yeshua como professor. Ela será a responsável pelo desenvolvimento emocional da humanidade terrena durante a Era de Regeneração, trazendo certos conhecimentos confiados apenas a ela por Jesus quando encarnado (o que causou ciumeira em alguns apóstolos mais rústicos, como Pedro, que não entendiam essa atitude de Jesus) e que serão um complemento ao evangelho do Messias, será ela  que trará a terceira revelação aos corações dos homens (e mulheres) e Saint Germain auxiliará na plena compreensão.

Algumas correntes esotéricas e espiritualistas acreditaram (ou quiseram acreditar) que Francisco de Assis seria o futuro governador da Terra talvez pela simpatia e defesa que fazem da alimentação vegetariana e justamente por isso nada melhor do que simbolizar essa defesa na figura de Francisco de Assis (conhecido como protetor dos animais e padroeiro da ecologia), mas não será ele o futuro governador da Terra, apesar de que terá uma missão muito importante nos próximos séculos: auxiliar diretamente Jesus no processo exilatório das próximas décadas e futuramente, nos próximos séculos, preparar o astral do planeta Terra para a gradativa mudança vibratória que ocorrerá no planeta em aproximadamente mil anos, quando a existência da humanidade terrena deixará de existir no plano físico e passará a ocorrer totalmente no astral mais denso.

Francisco de Assis, aquele que encarnou como o discípulo amado (João Evangelista) e posteriormente como o apóstolo da caridade (Chico Xavier) e atualmente é o governador de Nosso Lar terá essas atribuições, não menos importantes do que os dois futuros governadores e dos demais espíritos que compõe o Grande Conselho que tem como líder máximo o Cristo Planetário e seus prepostos arcangélicos, regendo esse Grande Conselho de espíritos angélicos, como Jesus (atual governador do Grande Conselho), Saint Germain, Maria, Maria Madalena o próprio João Evangelista entre outros.

Acredito que esse estudo possa colaborar pra esclarecer algumas dúvidas ou pelo menos estimular novos estudos e comparações sobre esses assuntos. Tenho confiança na modernização do Espiritismo no Brasil, a cada dia que passa a ala dos ortodoxos vai perdendo força, soube inclusive por esses dias que no curso de formação de médiuns da Federação espírita de SP já estão sendo ensinados conceitos como o estudo da aura, dos raios, enfim, modernizações e novos horizontes que só tendem a levar progresso a doutrina codificada por Kardec há quase 160 anos.    


Read more: http://profeciasoapiceem2036.blogspot.com/2012/09/os-outros-exilios-alem-de-capella.html#ixzz27aG7Qs9T

5 comentários:

  1. Gostaria de saber onde você tira essas informações todas.

    ResponderExcluir
  2. Extraordinária exposição:ainda que imperfeita!

    ResponderExcluir
  3. ESTADO DE CONSCIÊNCIA É ESTADO DE VIDA.

    ResponderExcluir
  4. JESUS SEMPRE ESTARA CONOSCO, MAS NO MUNDO DE REGENERAÇÃO QUE SE APROXIMA COM O EVOLUIR DA CONCIÊNCIA ELA SERÁ NOSSO GUIA RUMO AO BEM, A DOUTRINA ESPIRITA É O CONSOLADOR PROMETIDO POR CRISTO QUE VEIO NOS LEMBRAR DE TUDO QUE HAVIA DITO E MAIS, ELA MATOU A MORTE, É PRECISO CONHECE-LA MAIS E MAIS.

    OS TEMPOS SÃO CHEGADOS, O BEM SEMPRE ELE, O BEM...

    FIQUEM EM PAZ

    WWW.CASAESPIRITADRP.BLOGSPOT.COM

    ResponderExcluir
  5. Did you consider picking the best Bitcoin exchange service - YoBit.

    ResponderExcluir